Sem categoria

A Enfermagem na Realização do Exame Esofagograma

A Enfermagem na Realização do Exame Esofagograma

6 minutos O esofagoframa é um exame realizado para determinar o diagnóstico de divertículos, hérnia de hiato, varizes, úlceras, pólipos, estenoses, distúrbios de motilidade e tumores. A esofagografia é um exame radiográfico, cinerradiográfico ou fluoroscópico da faringe e o exame fluoroscópico do esôfago depois da ingestão de misturas espessas e ralas de sulfato de bário, sendo mais realizado como parte da seriografia esôfago-estômago-duodeno (SEED), indicado a pacientes com histórico de regurgitação e disfagia. São considerados achados normais quando o bolo de sulfato de bário Continue lendo

Óbito Fetal Intra-uterino e a Atuação da Enfermagem

Óbito Fetal Intra-uterino e a Atuação da Enfermagem

6 minutos O óbito fetal é algo muito difícil para as mulheres e seus familiares. Diante disso, vamos conhecer um pouco mais e saber a atuação da enfermagem. O Ministério da Saúde conceitua-o como o “óbito ocorrido intraútero em qualquer idade gestacional, a partir da fecundação, antes da exteriorização completa do corpo materno”. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera como “óbito fetal aquele ocorrido em qualquer momento da gravidez, independentemente de sua localização, incluindo abortos e gestações extrauterinas, ovo morto ou retido, Continue lendo

Exame de Angiografia Renal e a Atuação da Enfermagem

Exame de Angiografia Renal e a Atuação da Enfermagem

7 minutos Angiografia renal é um exame frequentemente solicitado para avaliar possíveis ocorrências de hematoma intrarrenal, traumatismo renal, rins despedaçados, laceração do parênquima e áreas de infarto. Adicionalmente, pode ser solicitado para diferenciar pseudotumores de tumores ou cistos, analisar o volume do tecido renal residual funcionante na hidronefrose e avaliar doadores e receptores antes e depois de transplante renal. Há a injeção arterial de um meio de contraste e possibilita o exame radiográfico da vascularização e do parênquima renais. A enfermagem necessita informar ao Continue lendo

Enfermagem na Biópsia de Pulmão

Enfermagem na Biópsia de Pulmão

5 minutos Em uma biópsia do pulmão procede-se à excisão de uma amostra de tecido pulmonar pela técnica aberta ou fechada. A biópsia transbrônquica é constituída pela remoção de diversas amostras de tecido através de um broncoscópio de fibra óptica. É realizada em pacientes com doença pulmonar infiltrativa difusa ou tumores ou quando há debilidade grave, que constitui uma contraindicação à biopsia a céu aberto. Os casos de biópsia aberta são apropriados para o exame de uma lesão bem circunscrita que pode exigir ressecção. Continue lendo

O Processo de Enfermagem no Exame Sérico de Albumina

O Processo de Enfermagem no Exame Sérico de Albumina

2 minutos Nesse post conheceremos um pouco mais sobre o exame que mede os níveis séricos de albumina, considerando que a albumina é a proteína mais abundante e constitui quase 54% das proteínas plasmáticas. A albumina é uma proteína sintetizada no fígado que está presente no plasma do sangue, ajuda nas funções do organismo como na manutenção da pressão osmótica, no controle do pH, transporte dos hormônios tireoideos e lipossolúveis e dos ácidos graxos livres. A falta de albumina pode acarretar insuficiência hepática aguda, Continue lendo

Biópsia de Tireoide e o Procedimento de Enfermagem

Biópsia de Tireoide e o Procedimento de Enfermagem

5 minutos A biópsia de tireoide consiste na excisão de uma amostra de tecido da tireoide para exame histológico, indicada para pacientes com aumento de tamanho da glândula ou devido a nódulos, mesmo quando os níveis séricos de tri-idotironina (T3) e tiroxina (T4) estão normais, dificuldades de deglutição e respiratórias, perda de peso, paralisia das cordas vocais, hemoptise e sensação de plenitude no pescoço. Costuma ser realizada quando exames não invasivos, como a cintigrafia da tireoide ou ultrassonografia, são anormais ou inconclusivos. Para o Continue lendo

Hemocultura e os Cuidados de Enfermagem

Hemocultura e os Cuidados de Enfermagem

4 minutos A hemocultura é um exame realizado para isolar e ajudar a identificar os patógenos na bacteriemia (invasão da corrente sanguínea por bactérias) e septicemia (disseminação sistêmica dessa infecção). Consiste na inoculação de um meio de cultura com uma amostra de sangue e sua incubação. As hemoculturas conseguem identificar aproximadamente 67% dos patógenos no decorrer de 24 horas e até 90% no decorrer de 72 horas. A bacteriemia pode ser intermitente, transitória ou contínua. O momento ideal de coleta da amostra para hemoculturas Continue lendo

Atuação da Enfermagem na Angiografia Pulmonar

Atuação da Enfermagem na Angiografia Pulmonar

6 minutos A angiografia pulmonar ou arteriografia pulmonar é um exame radiográfico da circulação pulmonar depois da injeção de meio de contraste iodado radiopaco na artéria pulmonar ou em um de seus ramos. É possível avaliar anormalidades da circulação pulmonar, analisar a circulação pulmonar antes cirurgias com pacientes com cardiopatia congênita e identificar grande êmbolo antes da remoção cirúrgica. Como achados normais são considerados fluxo simétrico e ininterrupto do meio de contraste através do sistema circulatório pulmonar. Já nos achados anormais, interrupção do fluxo sanguíneo, Continue lendo

Vamos Conhecer a Bronquiectasia?

Vamos Conhecer a Bronquiectasia?

6 minutos A bronquiectasia é uma dilatação crônica e irreversível dos brônquios e bronquíolos, considerada um processo mórbido distinto da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), podendo ser causada por diversas condições como: – Lesão difusa das vias respiratórias. – Obstrução das vias respiratórias. – Distúrbios genéticos, como fibrose cística – Infecções pulmonares e obstrução do brônquio – Defesa anormal do hospedeiro (p. ex., discinesia ciliar ou imunodeficiência humoral). – Causas idiopáticas. Classifica-se a bronquiectasia em cilíndrica, varicosa, sacular, localizada e multissegmentar. A forma cilíndrica Continue lendo

Entendendo a Síndrome Nefrítica Aguda

Entendendo a Síndrome Nefrítica Aguda

4 minutos Hoje falaremos um pouco sobre a síndrome nefrítica aguda que é a manifestação clínica da inflamação glomerular (inflamação dos capilares glomerulares), a qual pode ocorrer nas formas aguda e crônica. Das doenças glomerulares primárias, existem a glomerulonefrite rapidamente progressiva, a glomerulonefrite pós-infecciosa, a glomerulonefrite membranosa e a glomerulonefrite membranoproliferativa. A causa pós-infecciosa consiste na faringite por estreptococos beta-hemolíticos do grupo A que antecede o início da glomerulonefrite em 2 a 3 semanas. Em alguns pacientes, antígenos externos ao corpo (medicamentos, soro estranho) iniciam Continue lendo