Neuralgia do Trigêmeo (Tique Doloroso)

Neuralgia do Trigêmeo (Tique Doloroso)

5 minutos A neuralgia do trigêmeo é uma condição que acomete o quinto nervo craniano (ou nervo trigêmeo) e caracteriza-se por um ápice de dor na área inervada por qualquer um dos três ramos. No entanto, a dor é mais intensa nas regiões inervadas pelo segundo e terceiro ramos do trigêmeo. A dor termina tão abruptamente quanto começa e é descrita como uma sensação de descarga e pontada unilateral, que constitui uma característica importante. Os intervalos sem dor podem durar minutos, horas ou dias Continue lendo

Descomplicando a Toxoplasmose: Parte II

Descomplicando a Toxoplasmose: Parte II

17 minutos Um dos grandes desafios na toxoplasmose, especialmente a infecção congênita, é o diagnóstico e tratamento precoces em gestantes e recém-nascidos, pois quando se garante uma terapêutica em tempo hábil pode-se evitar tratamentos desnecessários, a prevenção de transmissão vertical ou sequelas irreversíveis. Métodos Diagnósticos Por se tratar de uma doença geralmente assintomática, e que na ocorrência de quadros agudos os sintomas são semelhantes aos de outras patologias, o diagnóstico clínico da toxoplasmose é de difícil execução, sendo necessário lançar mão de métodos laboratoriais Continue lendo

Descomplicando a Toxoplasmose: Parte I

Descomplicando a Toxoplasmose: Parte I

17 minutos Nesse artigo vamos apresentar uma parasitose pouco discutida: a toxoplasmose. Abordaremos diversos aspectos do parasito para que possamos orientar nossas gestantes nas consultas de pré-natal sobre quais as melhores formas de prevenção e as consequências da infecção na gravidez. O Parasita O Toxoplasma gondii é um parasito intracelular obrigatório, do filo Apicomplexa, classe Sporozoa, ordem Eucoccidida e família Sarcocystidae, sendo, portanto, um esporozoário. Seu nome genérico compõe-se das palavras gregas toxon = arco e plasma = molde, pois é alongado, encurvado em Continue lendo

Cuidados de Enfermagem na Transfusão de Sangue

Cuidados de Enfermagem na Transfusão de Sangue

20 minutos Na história da humanidade, o sangue sempre esteve presente como sustento e que era capaz de salvar vidas, mas foram séculos e séculos de estudos para realmente descobrir a real importância e seu real papel terapêutico. No Brasil, devido à primeira confirmação de transmissão do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) ocorreu em 1988, houve a necessidade de reorganização das políticas nacional e estadual de sangue. Atualmente a hemoterapia é regulamentada por atos normativos link: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2016/prt0158_04_02_2016.html sobre os procedimentos hemoterápicos e as práticas no Continue lendo

Distúrbios Hipertensivos na Gestação: Parte II

Distúrbios Hipertensivos na Gestação: Parte II

14 minutos Exames complementares e diagnósticos diferenciais O diagnóstico da pré-eclâmpsia deve ser feito o mais precocemente possível. Desde o pré-natal, os profissionais de saúde devem levantar um histórico de saúde abrangente e, por meio da anamnese e exame físico, avaliar quais os fatores de risco a gestante apresenta. Para se afirmar que uma grávida possui hipertensão arterial, deve-se aferir a PA após certo tempo de repouso, com a paciente sentada, utilizando manguito de tamanho adequado, mantendo o braço à altura do coração. Sendo Continue lendo

Distúrbios Hipertensivos na Gestação: Parte I

Distúrbios Hipertensivos na Gestação: Parte I

18 minutos Nesse post vamos abordar um tema extremamente importante para a assistência de enfermagem obstétrica. A hipertensão é a situação clínica mais comumente encontrada na gravidez, complicando cerca de 5% das gestações, configurando-se uma causa significativa de morbimortalidade materna e fetal/neonatal. Algumas mulheres antes normotensas podem desenvolver hipertensão na gravidez ou aquelas que são hipertensas podem ter sua situação agravada. Anteriormente, os distúrbios hipertensivos ocorridos na gestação possuíam uma nomenclatura genérica (hipertensão induzida pela gravidez – HIG – ou doença hipertensiva específica da Continue lendo

O Uso da Papoterapia na Endoscopia Digestiva nos Pacientes em Pré-Cirurgia Bariátrica

O Uso da Papoterapia na Endoscopia Digestiva nos Pacientes em Pré-Cirurgia Bariátrica

8 minutos *Relato da enfermeira de um serviço do Rio de Janeiro A cirurgia bariátrica – também conhecida como cirurgia da obesidade, ou, popularmente, redução de estômago – reúne técnicas com respaldo científico destinadas ao tratamento da obesidade e das doenças associadas ao excesso de gordura corporal ou agravadas por ele. O conceito metabólico foi incorporado há cerca de seis anos pela importância que a cirurgia adquiriu no tratamento de doenças causadas, agravadas ou cujo tratamento e controle é dificultado pelo excesso de peso Continue lendo

Os Cuidados de Enfermagem em Especial ao Diabetes Infantil

Os Cuidados de Enfermagem em Especial ao Diabetes Infantil

7 minutos O Diabetes Mellitus (DM) é caracterizado pela elevação da glicose no sangue. Os tipos mais comuns são: DM tipo 1 (DM1) e DM tipo 2 (DM2). O DM1 é mais comum em crianças e adolescentes, sendo considerada como diabetes infantil. O DM2 ocorre mais frequentemente em adultos, porém a DM2 tem crescido de forma preocupante entre crianças e adolescentes. O DM1 é uma doença crônica e autoimune na qual ocorre o processo de destruição das células beta pancreáticas (produtoras da insulina), levando Continue lendo

Prostatite – Vamos Conhecer um Pouco Mais?

Prostatite – Vamos Conhecer um Pouco Mais?

5 minutos A prostatite é uma inflamação da próstata que frequentemente está associada a sintomas do trato urinário inferior, desconforto sexual e disfunção sexual. Trata-se do diagnóstico urológico mais comum em homens com menos de 50 anos de idade e o terceiro mais comum em homens acima dos 50 anos, afetando de 5 a 10% dos homens. A prostatite pode ser causada por agentes infecciosos como: fungos, bactérias e micoplasma; ou outras condições como: hiperplasia prostática benigna e estenose uretral. Na etiologia infecciosa, os Continue lendo

Os Cuidados de Enfermagem no Paciente com Prurido

Os Cuidados de Enfermagem no Paciente com Prurido

4 minutos Hoje falaremos sobre um dos sintomas mais comuns em pacientes com distúrbios dermatológicos: o prurido, mais conhecido como “coceira”. Os receptores do prurido são terminações nervosas encontradas na pele, mucosas e na córnea e, embora seja habitualmente causado por doença cutânea primária, pode também ocorrer com ou sem exantema ou lesão. Geralmente, tem um início rápido, pode ser grave e interfere nas atividades diárias normais. O prurido pode ser a primeira indicação de uma doença interna sistêmica como diabetes melito, distúrbios renais, Continue lendo