Desvendando a Acreditação Hospitalar

Desvendando a Acreditação Hospitalar

13 minutos Hoje abordaremos um tema muito frequente no cotidiano dos hospitais que interfere nos processos de trabalho de todos os profissionais de saúde: a acreditação hospitalar. Conforme definição da Organização Nacional de Acreditação (ONA), acreditação é o método de avaliação dos recursos institucionais, no qual o processo é pautado por três princípios fundamentais: Voluntário: feito por escolha da organização de saúde. Periódico: com avaliação das organizações de saúde para certificação e durante o período de validade do certificado. Reservado: as informações coletadas em Continue lendo

Atuação do Enfermeiro na Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Atuação do Enfermeiro na Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

6 minutos Considerada a sexta causa de morte no Brasil e a terceira causa de internação hospitalar, a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) acomete 15,8% da população na região metropolitana de São Paulo e associa-se, principalmente, ao hábito de fumar cigarros. Apesar de acometer predominantemente os pulmões, a DPOC frequentemente causa manifestações em outros órgãos e sistemas. É caracterizada por limitação do fluxo aéreo não totalmente reversível, progressiva e associada a uma resposta inflamatória anormal dos pulmões à inalação de partículas ou gases nocivos. Continue lendo

Assistência de Enfermagem às Síndromes Hemorrágicas da Segunda Metade da Gestação

Assistência de Enfermagem às Síndromes Hemorrágicas da Segunda Metade da Gestação

10 minutos Vamos falar um pouco sobre um tema recorrente entre os profissionais de saúde em maternidades, centros obstétricos e em unidades básicas de saúde, as Síndromes Hemorrágicas na Gestação. Organizamos as síndromes de acordo com o período de tempo em que as encontramos durante a gestação. Por isso, as dividimos em Síndromes Hemorrágicas na Primeira Metade da Gestação e na Segunda Metade da Gestação. Nas imagens abaixo observamos as principais situações hemorrágicas. Sabe-se que nem todo sangramento é sinônimo de preocupação para as Continue lendo

Trabalho de Parto Prolongado: Conhecendo  Algumas Distócias

Trabalho de Parto Prolongado: Conhecendo Algumas Distócias

14 minutos No texto de hoje, que tal conhecermos alguns tipos de distócias? Ouvimos e lemos alguns textos sobre a fisiologia do parto, sua mecânica, mas agora, vamos identificar algumas distócias. Sem delongas, vamos lá! Sabe-se que o trabalho de parto obstruído, é aquele em que apesar de haver contrações uterinas fortes o parto não pode progredir devido a fatores mecânicos. O Trabalho de Parto Obstruído é uma das causas de aumento de morbimortalidade materna e peri-natal.1 Já, se as contrações forem ineficientes e Continue lendo

Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino voltada para o Parto

Anatomia do Sistema Reprodutor Feminino voltada para o Parto

6 minutos Para uma compreensão mais ampla a respeito da mecânica do parto, nada melhor que uma breve revisão sobre a anatomia e fisiologia do sistema reprodutor feminino, formado por órgãos internos e externos, como mostra a imagem abaixo: Anatomia da Pelve Feminina O sistema reprodutivo feminino desempenha a função de produção da prole. Nas mulheres, os órgãos reprodutivos internos consistem de vagina, útero, tubas uterinas e ovários. Essas estruturas desenvolvem-se e desempenham funções de acordo com as influências hormonais específicas, influenciando na fertilidade Continue lendo

Atuação do Enfermeiro na Terapêutica Medicamentosa de Pacientes com Doença Inflamatória Intestinal

Atuação do Enfermeiro na Terapêutica Medicamentosa de Pacientes com Doença Inflamatória Intestinal

10 minutos Durante anos, o tratamento medicamentoso utilizado por pacientes com doenças inflamatórias intestinais (DIIs) manteve-se o mesmo: derivados do ácido salicílico e imunossupressores, principalmente a azatioprina e o metotrexate. Aos pacientes que apresentavam recidivas frequentes da doença, eram oferecidos re-tratamentos com os corticosteroides, que são drogas excelentes para induzir remissão, mas que, a longo prazo, provocam complicações tão ou mais graves do que a própria doença. À medida que a fisiopatologia envolvida nas DIIs foi mais bem esclarecida, surgiu a possibilidade de novas Continue lendo

Assistência de Enfermagem nas Doenças Inflamatórias Intestinais

Assistência de Enfermagem nas Doenças Inflamatórias Intestinais

15 minutos A doença inflamatória intestinal (DII) consiste em qualquer processo inflamatório envolvendo o trato gastrointestinal. Pode ser classificada em doença inflamatória de causa conhecida (infecções, parasitoses, enterocolites e outros) ou de causa desconhecida, em que 80 a 90% dos casos correspondem a retocolite ulcerativa (RCU) e Doença de Crohn (DC). A DC é uma doença inflamatória séria do trato gastrointestinal que afeta predominantemente a parte inferior do intestino delgado (íleo) e intestino grosso (cólon). Entretanto, pode afetar qualquer parte do trato gastrointestinal (desde Continue lendo

Conhecendo a Especialidade de Enfermagem em Endoscopia

Conhecendo a Especialidade de Enfermagem em Endoscopia

5 minutos A enfermagem em endoscopia surgiu com a evolução dos instrumentos e técnicas endoscópicas em 1940, quando os endoscopistas da época passaram a precisar de um assistente durante os procedimentos endoscópicos. Desde então, tem sido uma busca incessante para aperfeiçoar e especializar o profissional da enfermagem a cumprir esse papel nos grandes centros endoscópicos. Internacionalmente, só em 1974 foi formada a primeira Sociedade dos Assistentes Gastrointestinais (SGA). No Brasil, foi em 1998 que foi fundada a Sociedade Brasileira de Enfermagem em Endoscopia Gastrointestinal Continue lendo

O Paciente com Epididimite

O Paciente com Epididimite

4 minutos Epididimite é uma infecção do epidídimo, geralmente se dissemina a partir da uretra, bexiga ou próstata. É caracterizada pela dor escrotal e aumento de volume do epidídimo, normalmente unilateral e com menos de seis semanas de evolução. Epidemiologia Por ano, a sua incidência é menos de 1 caso para cada 1.000 homens e ocorre em maior número em homens entre 19 a 35 anos de idade, sendo raras na infância. Pode ser afetado tanto no lado direito, como no lado esquerdo. A Continue lendo

Atenção à Mulher no Período de Climatério/Menopausa

Atenção à Mulher no Período de Climatério/Menopausa

5 minutos Climatério ou perimenopausa é definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma fase fisiológica da vida e não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo da vida da mulher, sendo nesse período em que surgem as irregularidades menstruais e queixas vasomotoras, antecedendo a menopausa, visto que é nesse período que se inicia a queda da produção hormonal. A menopausa é a última fase do climatério, pois ocorre seguido por doze meses de ausência Continue lendo